quarta-feira, 6 de abril de 2011

Paraíba

Rio Paraíba: um pouco de água num leito de pedras.

Paraíba

É, em extensão, o maior rio de Alagoas depois do São Francisco e do Mundaú. Da origem até a foz possui 30 léguas de curso.

Nascendo na serra do Gigante, município de Bom Conselho (PE), atravessa o estado de Alagoas do oeste para o leste, banhando os municípios de Quebrangulo, Paulo Jacinto, Viçosa, Cajueiro, Capela, Atalaia e Pilar, desaguando meia légua ao sul da sede deste último município, na lagoa Manguaba.

Seu ponto máximo de concentração das águas dá-se quando atravessa a serra dos Dois Irmãos, formando então uma bela cachoeira com alguns metros de altura – provável lugar onde se deu o assassinato de Zumbi - , exatamente na divisa entre os municípios de Viçosa e Cajueiro.

Segundo alguns autores, o vocábulo Paraíba origina-se de para – água e hyba – árvore, sendo a tradução integral “árvore d´água”. Outros autores afirmam que Paraíba é o mesmo que para – ahyba, cuja tradução é: rio ruim ou impraticável.

A segunda versão parecer ser a mais acertada, levando-se em conta o fato de que os índios não costumavam fazer denominações gratuitas, e sim baseadas em alguma propriedade ou algum fato concreto. No Paraíba – segundo Alfredo Brandão – o que mais lhes deve ter chamado a atenção foi o fato de o rio possuir seu leito muito pedregoso e de difícil navegação.

Por Sidney Wanderley

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão