quinta-feira, 28 de junho de 2012

No centenário de Luiz Gonzaga, Viçosa descobre afilhado do Rei do Baião

No centenário de aniversário de Luiz Gonzaga, Viçosa comemora um achado precioso: um afilhado do Rei do Baião. Antônio Gilberto Brandão, 65 anos, é morador e um dos proprietários da fazenda Caçamba, zona rural de Viçosa. Até então, o suposto apadrinhamento era desconhecido pela maioria dos viçosenses.

A descoberta foi fruto de um desafio lançado pela coordenação pedagógica da Secretaria de Educação de Viçosa aos alunos da Escola Municipal Pedro Carnaúba, dentro das atividades alusivas aos 100 anos de nascimento do artista.

Para certificar-se da veracidade da informação, o coordenador geral da Secretaria Municipal de Educação, professor José Claudino da Silva Filho, foi à residência de Antônio Brandão para obter maiores detalhes a respeito. No local foram encontradas fotografias de Luiz Gonzaga com a família e com o próprio afilhado, comprovando assim o grau de amizade entre eles.

Segundo informação dos moradores da fazenda Caçamba e do próprio Antônio Brandão, Luiz Gonzaga costumava vir à fazenda para passar alguns dias, tocar com os amigos e prosear. Foi numa destas ocasiões que o senhor Átla Brandão e Jucira Rufino de Araújo, (D. Loura), pais de Antônio Brandão, chamaram Luiz Gonzaga para apadrinhar o garoto.

“Quem primeiro conheceu Luiz Gonzaga foi minha mãe, que já era fã dele. Depois ele criou um laço com todos nós, e toda vez que visitava Alagoas, da década de 50 para cá, vinha aqui em nossa casa. Minha mãe ganhou uma sanfona, que guardava com muito cuidado, só para Luiz Gonzaga. Quando ele chegava, lá estava a sanfona pronta para ele tocar. Minha crisma foi na Igreja da Catedral, em Maceió. Na época, eu tinha uns oito anos”, disse Antônio Brandão.

Ele ainda comentou que alguns moradores da Fazenda até tocaram pandeiro, zabumba e triangulo com o Rei do Baião, e falou como era a personalidade de Luiz Gonzaga. “Era uma figura, alegre, tranquilo e brincalhão, era o típico nordestino”, completa.

Antônio Brandão comentou ainda que, na época, não tinha ciência do quanto Luiz Gonzaga era importante e famoso. “Tenho muito orgulho de ser afilhado dele”, finalizou.

Por Sidinéia TavaresFonte: vicosa.al.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão