terça-feira, 10 de julho de 2012

ASA comemora 12 anos da conquista do Alagoano de 2000

09 de julho. A data ficará na história de todos os apaixonados pela Agremiação Sportiva Arapiraquense. Foi neste dia, em 2000, que o ASA reconquistou um título estadual após 47anos.
A final aconteceu contra o CSA, com o Estádio Rei Pelé lotado de torcedores azulinos e alvinegros, porém prevaleceu a força, garra dedicação e trabalho de uma equipe que se tornou uma das mais impotantes da história alvinegra.

O único gol da partida foi marcado pelo volante Jaelson, aos 25 minutos do segundo tempo. Até o final da partida, a equipe alvinegra segurou o resultado e se consagrou campeã alagoana.

Entre os grandes responsáveis pelo título daquele ano estavam: o artilheiro da competição – atacante Serginho, o lateral Marquinhos, o próprio Jaelson, o técnico Paulo Roberto e o então presidente executivo do clube, Luciano Machado , além de outros dirigentes, conselheiros e jogadores.

Resumo
O ASA estreou na competição no dia 23 de fevereiro com uma derrota para o Murici por 1 a 0, fora de casa. Dias depois, em Arapiraca, o time aplicou uma grande goleada de 4 a 0 no Comercial de Viçosa. A terceira rodada foi em Maceió, contra o CRB e o jogo terminou em 1 a 0 para o time da casa.

Na quarta e quinta rodadas, o ASA passou a ser comandado por Paulo Roberto Ghilard (antes era Adeildo Damasceno) e não tomou conhecimento dos adversários, vencendo o Corinthians e o Capela por 3 a 0 e 2 a 0, respectivamente.

Na segunda fase, vencida pelo CSA, o alvinegro venceu dois jogos e empatou outras seis partidas, se classificando em quarto para o quadrangular final. Nesta fase, o ASA venceu alguns jogos, empatou outros e garantiu vaga para decisão.

No dia 02 de julho aconteceu o primeiro jogo da final. No Fumeirão, o ASA foi derrotado pelo CSA por 3 a 1. Quatro dias depois, o alvinegro foi até o Rei Pelé e deu o troco: 2 a 1. O ultimo jogo aconteceu de novo no Trapichão com a vitória do Gigante por 1 a 0.
Alguns jogadores e membros da comissão técnica de 2000

Tutano (roupeiro), Gutemberg (preparador físico), Messias, Róbson , Gesiel, Flávio, Márcio Gaia, Jaelson, Fuscão, Beto, Cremildo (supervisor), Marquinhos, Marçal (massagista), Régis, Clayton, Hélio, Serginho, Matheus, César, Jackson e Pêta.

Fonte: cadaminuto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão