domingo, 22 de julho de 2012

Cruzeiro 1 x 0 Flamengo - Raposa entra no G4 e Joel na 'corda bamba'

A manutenção de Joel Santana no Flamengo fica cada vez mais insustentável. Neste domingo, o Flamengo perdeu para o Cruzeiro por 1 a 0, no Estádio Independência, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, com o futebol apático mostrado nas últimas partidas e, sob vaias da pequena torcida, emplacou a quarta derrota na competição.
Sem muita diferença para o Flamengo, o Cruzeiro não apresentou o futebol ideal, mas aproveitou a oportunidade que teve no final da primeira etapa, enquanto os visitantes mantinham uma pequena superioridade. Aos 43, Borges antecipou o goleiro Paulo Victor depois de cruzamento e marcou seu primeiro gol com a camisa da Raposa. Na volta, o jogador deixou o campo com lesão e passa a ser dúvida para a quarta-feira contra o Corinthians.

Com o resultado, o Cruzeiro conquistou uma vaga no G4 na quarta colocação com 20 pontos. Enquanto isso, o Flamengo, que pode apresentar novo comandante durante a semana, se manteve na 10ª colocação com 15 pontos.

Primeiro tempo
Sob um forte calor de 29 graus no Estádio Independência, em Belo Horizonte, Flamengo e Cruzeiro tentavam esfriar suas crises com a vitória. Com muitos desfalques, o time mineiro começou com Willian Magrão no meio-campo no lugar de Tinga, enquanto o técnico Joel Santana descartou Hernane para a entrada do jovem Adryan no ataque ao lado de Vágner Love no Flamengo. A necessidade da vitória fez os times procuraram o ataque, mas poucas chances reais de gol foram criadas como a fraca finalização de Love na cara do gol, depois de lançamento de Adryan, aos 9.

Na sequência, o Flamengo tentava manter a posse da bola para minimizar a liberdade dos meio-campistas do Cruzeiro. Depois que Ramon tentou um despretensioso chute sem perigo, o Cruzeiro respondeu com uma boa troca de passes no meio. Perto da grande área, Charles lançou para Willian Magrão, que mandou um forte chute canhoto e tirou tinta da trave flamenguista, aos 18. Daí em diante, o Cruzeiro aumentou a posse de bola, mas parava na forte zaga do Flamengo.

A boa atuação da zaga rubro-negra empolgou o meio de campo, que começou a criar boas chances de gol. Aos 35, Vágner Love quase pegou um rebote depois do tradicional chutaço de longa distância de Renato Abreu. Enquanto o Cruzeiro trocava passes sem objetividade o Flamengo parecia madurecer o gol depois que Vágner Love saiu na cara de Fábio, mas chutou em cima do goleiro, que fez a defesa com o joelho, aos 39.

Depois que Luís Antônio desperdiçou mais um chance com uma chutão na diagonal, ao invés de cruzar rasteiro na área, o Cruzeiro reforçou ditado de que diz 'quem não faz leva'. Suportada a pressão do Flamengo, o time mineiro partiu pra cima com Ceará lançando para Borges na pequena área. O atacante rejeitado pelo Santos antecipou o goleiro Paulo Victor e mandou de cabeça para o fundo das redes, aos 43, marcando seu primeiro gol na com a camisa da Raposa.

Segundo tempo
Sem alterações, os times voltaram para o segundo tempo e o Cruzeiro se empolgou com o gol e queria descontar a vitória do Flamengo por 1 a 0, em Belo Horizonte, no primeiro turno do ano passado. Com velocidade no ataque, Ceará e Wellington Paulista tiveram suas chances logo nos primeiros minutos. Como vem acontecendo, o meio-campo do Flamengo mostra nervosismo e desorganização ao atacar. Aos 12, Ibson tentou em chute de longa distância defendido por Fábio e, na sequência, o árbitro Héber Roberto Lopes não caiu na 'onda' de Love, que se atirou na área.

Aos 26 minutos, o Cruzeiro já não tinha a dupla de ataque que começou jogando. Em sua terceira partida pelo Cruzeiro, Borges caiu no gramado aos 15 reclamando de dores, aparentemente, no joelho esquerdo e saiu para a entrada do também atacante Anselmo Ramón. Aos 26, Wellington Paulista deixou o campo para a entrada de Welber.

Enquanto o Flamengo subiu ao ataque sem objetividade, parte dos torcedores pediam a 'cabeça' de Joel Santana, acostumado com a eterna corda bamba. As mudanças do técnico Celso Roth demoraram para engrenar e o Flamengo tentava, sem sucesso, se aproveitar da lentidão da Raposa. Aos 33, o Flamengo teve a segunda chance mais clara de gol. Vágner Love tentou aproveitar o erro do zagueiro, ma a bola bateu no travessão, na volta Hernane tentou e o zagueiro da Raposa defendeu em cima da linha.

As previsíveis mudança de Joel, como a entrada de Matheus nos finais das partidas, não surtiram efeito. O Flamengo ainda tentou com Ibson, mas Sandro Silva, que fez sua estreia com a camisa do Cruzeiro, cortou o lançamento antes do apito final. Com o resultado, o time da Gávea pode iniciar a semana sem o técnico Joel Santana no cargo devido a péssima posição na tabela.

Próximos jogos
Mantendo o alto ritmo de jogos, o Cruzeiro encara o Corinthians na próxima quarta-feira, no Estádio Pacaembu, às 21h50, pela 12ª rodada do Brasileirão. O eterno 'pendurado' Joel Santana tentar aliviar a crise contra a Portuguesa, na quinta-feira, às 21h, no Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro.

Fonte: Futebolinterior.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão