segunda-feira, 23 de julho de 2012

Geovani e Elsinho aparecem na Seleção da rodada

O Campeonato Brasileiro da Série B continua disputadíssimo e, por isso, mesmo a cada rodada aparecem novos craques para formar a Seleção. Nesta 12.ª rodada, o time foi armado no tradicional 4-4-2, com dois volantes e dois meias.
O destaque da rodada foi o meia Giovani, que marcou três gols – dois de falta – na virada espetacular do CRB sobre o Joinville, por 4 a 3.

Não houve mudança no G4, com as vitórias de Criciúma, Vitória e América-RN e com o empate do América-MG. Na zona de rebaixamento, uma mudança: o ASA ocupou a vaga do ABC que ganhou fôlego ao derrubar o Bragantino, por 2 a 1, em São Paulo.

Confira a Seleção da 12.ª rodada:

Goleiro: Douglas Leite (Criciúma)
Se o Criciúma ainda está na liderança é graças a grande atuação de Douglas Leite na vitória sobre o Paraná. O time visitante pressionou, principalmente no segundo tempo, e criou pelo menos quatro grandes oportunidades, mas esbarrou nas defesas do camisa 1 do Tigre, que parecia uma muralha.

Lateral-direito: Elsinho (CRB)
Após Geovani, foi o maior responsável pela virada histórica diante do Joinville. Atua mais como ala do que lateral e por isso é presença constante lá na frente. Marcou o segundo gol ao invadir a área e bater no canto do goleiro. Depois, foi seu o chute que Ivan rebateu nos pés de Geovani no gol da virada.

Zagueiro: Daniel Marques (Ceará)Outra vez brilhou na defesa do Vovô, que sofreu dois gols do ASA, mas que não impediu a vitória por 3 a 2, dentro do Presidente Vargas.

Zagueiro: Gabriel (São Caetano) O Barueri começou o jogo bem, foi para cima do Azulão, mas com uma defesa bem postada conseguiu segurar o ímpeto do time e depois fez os gols para vitória. O primeiro saiu da cabeça do zagueiro, que esteve bem posicionado, num cruzamento de Somália.

Lateral-esquerdo: Renato Peixe (Guaratinguetá)Todas as jogadas do time do Vale do Paraíba eram pela esquerda e partiam dos pés de Renato Peixe, destaque no primeiro semestre pelo São Bernardo, no Campeonato Paulista da Série A2. Eficiente na marcação, ele também arriscou chutes e quase deixou o seu gol no Estádio Dário Leite. Apesar da vontade, ele não conseguiu fazer com que o Guará saísse com os três pontos. Paciência e muito trabalho para o professor Pintado.

Volante: Guto (ABC) Foi o responsável por anular Fernando Gabriel, principal articulador de jogadas do Bragantino. O meia ficou sumido durante toda a partida, mesmo tendo feito o gol de honra dos donos da casa, e isso se deve a forte marcação exercida por Guto, que parecia um cão de guarda.

Volante: Thiago Mendes (Goiás)
Participou ativamente da terceira vitória seguida do Goiás, que ganha corpo e promete ameaçar os ponteiros da Série B já nas próximas rodadas. É importante na marcação no meio-campo, o que dá consistência ao time, tanto na parte defensiva como no ataque. Foi assim na vitória, por 2 a 0, sobre o Avaí, que sofreu a sua terceira derrota seguida e continua em queda.

Meia: Geovani (CRB)
Foi o melhor jogador da rodada e também o artilheiro e merece vestir a camisa 10. O CRB perdia por 3 a 0 até que Geovani resolveu brilhar. Diminuiu em uma linda cobrança de falta, deu passe para Elsinho marcar o segundo e depois balançou as redes em mais duas oportunidades. Novamente em cobrança de falta e depois mostrando oportunismo ao aproveitar rebote do goleiro.

Meia: Tiago Real (Joinville)
Marcou dois gols para o tricolor catarinense, que abriu 3 a 0 sobre o CRB e depois permitiu a virada, mesmo porque o retranqueiro técnico Leandro Campos não “soube vencer” outra vez. Vencia por 3 a 0, viu o adversário fazer três mudanças no intervalo e não soube neutralizá-las. Deu no que deu.

Atacante: Adriano Pardal (ABC)
Desde o início foi quem preocupou a defesa do Bragantino, mesmo atuando praticamente sozinho na frente. Depois foi corado ao ser escolhido para bater a penalidade máxima, que deu a vitória do time potiguar, por 2 a 1, sobre o time paulista, em Bragança Paulista.

Atacante: Leilson (Vitória)
O jogo foi feio, sem muitas jogadas no ataque, mas o segundo tempo baiano foi muito bom, com isso, conquistou mais uma vitória importante e permaneceu na vice-liderança da Série B. O gol saiu numa rápida jogada de Leilson, que foi lançado e bateu cruzado, sem chances para Weverton.

Técnico: Sérgio Guedes (São Caetano)
Desde que assumiu o comando do time no lugar de Márcio Araújo, Guedes não sabe o que é perder. O time já está invicto há nove rodadas, desde a terceira rodada, quando bateu o Bragantino por 2 a 0, na região do ABC. O Azulão é o melhor paulista na competição e após a vitória sobre o Grêmio Barueri, por 3 a 0, chegou aos 22 pontos, em quinto lugar. Só está um ponto atrás do América-RN, quatro colocado e último do G4 – grupo de acesso.

Merecem destaques também o Criciúma, de Paulo Comelli, ainda na liderança, e a grande virada do CRB sobre o Joinville, por 4 a 3, depois de estar perdendo por 3 a 0. No intervalo o técnico Roberto Fonseca foi corajoso, fez três mudanças e virou o jogo. E que vitória maravilhosa!

Fonte: cadaminuto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão