segunda-feira, 2 de julho de 2012

Heriberto e Lúcio Maranhão aparecem na seleção da rodada

Se não aconteceram grandes mudanças na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro da Série B, também continuam despontando alguns jogadores experientes, como o artilheiro Zé Carlos, agora com 11 gols pelo Criciúma, ou o zagueiro Angelim, que continua dando o sangue para a recuperação do seu time, ainda na alterna da competição.
Mas apareceram bem alguns novatos, como o goleiro Ivan, do Joinville, ou então o volante Bruno Formigoni, do Guaratinguetá, que segurou com raça o empate, por 1 a 1, com o Goiás, dentro do Estádio Serra Dourada.

E no meio de bons técnicos que despontam na Série B, o “melhor da rodada” ficou com Heriberto da Cunha pela importante vitória conquistada no clássico regional contra o ABC.

Confira como ficou escalada a Seleção da 8.ª rodada do Portal Futebol Interior:

Goleiro: Ivan (Joinville)
Como o time catarinense tem, seguramente, o técnico mais medroso e retranqueiro do Brasil – Leandro Campos – o goleiro Ivan acabou se tornando o destaque do JEC no empate sem gols com o Boa Esporte. Não que o adversário fosse tão forte ou superior, mas porque o Joinville ficou tanto tempo se defendendo que quase perdeu o jogo. Se não fosse Ivan, o bicho teria virado areia.

Lateral-direito: Vitor Ferraz (Bragantino)
É uma pena que ainda esteja sendo obrigado, pelas circunstâncias, a priorizar a marcação, porque é com a bola nos pés que desponta com sua criatividade, com as entradas em diagonal e até mesmo na finalização.

Zagueiro: Ronaldo Angelim (Grêmio Barueri)
A fase do Barueri ainda é ruim, mesmo porque falta entrosamento, mas o zagueirão continua dando o sangue em prol da recuperação. E acredita que ela virá em breve: “Porque todos aqui dentro estão determinados a deixar o clube lá em cima”.

Zagueiro: Daniel Marques (Ceará)
A sua experiência tem sido fundamental para a reação cearense na disputa. E também foi pela vitória sobre o Ipatinga, por 2 a 1, no interior de Minas Gerais. O Vovô começa a reagir depois de um início muito ruim.

Lateral-esquerdo: Fernandinho (Paraná)
Deu conta do recado na região do ABC, não vacilando na marcação e tentando empurrar seu time ao ataque. A sua boa técnica tem ajudado na boa campanha do Paraná, bem dirigido por Ricardinho, um novato na profissão.

Volante: Bruno Formigoni (Guaratinguetá)
Parece ter encarnado a garra e determinação que seu técnico Pintado mostrava nos áureos tempos em que brilhou com a camisa do Bragantino ou do São Paulo, onde conquistou o título mundial de clubes. Quem sabe, agora, o time paulista começa a reagir na competição, deixando para trás a ameaça do rebaixamento.

Meia: Thiaguinho (América-MG)
Na sua primeira participação no Coelho como titular, ele decidiu a favor do seu time marcando o gol da vitória sobre o Grêmio Barueri, na abertura da rodada, na grande São Paulo. Além disso, ele participou de lances importantes do time.

Meia: Pedro Ken (Vitória)
O rubro-negro baiano continua mantendo sua regularidade. E quando o artilheiro Neto Baiano não resolve, cabe aos companheiros resolverem. Desta vez que foi “ a bola do vez” é o meia Pedro Ken, que marcou um dos dois gols sobre o Avaí.

Atacante: Zé Carlos (Criciúma)
Contra números não há argumentos. Muito menos para o artilheiro isolado da Série B, com 11 gols. De seus pés saiu o primeiro gol da vitória apertada sobre o CRB, aos 30 minutos do segundo tempo. O segundo gol catarinense saiu somente nos acréscimos.

Atacante: Lúcio Maranhão (ASA)
É o diferencial no time alagoano. É quem está encarregado de decidir, de criar as melhores jogadas e de marcar gols. Deixou a sua marca na vitória sobre o ABC, por 3 a 1.

Atacante: Isaac (América-RN)
O América-RN segue surpreendendo na Série b. Um dos principais nomes da equipe é o atacante Isac. Com faro de matador, o jogador é um dos mais perigosos no ataque do Mecão. Contra o Bugre, ele fez o gol da vitória potiguar, que colocou o time na vice-liderança da competição.

Técnico: Heriberto da Cunha (ASA)
O time alagoano comemorou uma vitória expressiva e importante sobre o rival Abc, por 3 a 1. Além de manter um tabu diante do time potiguar, o ASA também deu uma respirada na sua luta contra o rebaixamento. Fugir da degola é o seu primeiro objetivo. O ASA tem um elenco limitado, mas em o comando firme e seguro de Heriberto, o ex-meia do São Paulo na década de 80.

Outros técnicos continuam com seus times em alta, como Paulo Comelli, do Criciúma; Roberto Fernandes, do América-RN e Givanildo Oliveira, do América-MG.

Fonte: cadaminuto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão