segunda-feira, 23 de julho de 2012

Lúcio Maranhão faz dois e passa Neymar na disputa

Apesar da derrota do ASA por 3 a 2 para o Ceará (veja os gols) e de o time estar na zona da degola da Série B, mais uma vez o atacante Lúcio Maranhão é o destaque do Prêmio Artilheiro do Ano. O jogador fez os dois gols da equipe alagoana na partida, atingindo a marca de 31, ultrapassando Neymar (com 30) e chegando à vice-liderança.O atleta do Santos está com a Seleção para a disputa de Londres-2012.

O primeiro colocado ainda é Neto Baiano, do Vitória, com 37. Ainda no triunfo do Vozão, Mota balançou a rede e agora tem 21 tentos pelo Prêmio Friedenreich. O Rubro-Negro é o vice-líder da Segundona, e o Ceará, 11º.

Alecsandro fez um dos gols na vitória do Vasco sobre o Santos por 2 a 0, assumiu a artilharia isolada do Campeonato Brasileiro com sete tentos e agora tem 22 no ano, ao lado de Felipe Azevedo, do Sport. Com a ajuda do atacante, o Cruzmaltino é o segundo colocado no torneio.

Pelo Bahia, Souza fez, mas não ajudou muito a situação do time. O atacante balançou a rede no jogo contra o Coritiba em Pituaçu e empatou com Leandro Damião (Internacional) e Wellington Paulista (Cruzeiro) com 20 gols. O Tricolor baiano chegou a estar vencendo por 2 a 0, mas permitiu que adversário empatasse em 2 a 2 – o Bahia é o penúltimo na Série A.

Quem também foi bem na rodada foi Denis Marques. O atacante marcou duas vezes no empate em 3 a 3 do Santa Cruz com o Paysandu pela Série C, chegando a 19 gols no ano. O Santa está na sexta colocação do Grupo A da primeira fase da competição.

Na Série D, o Campinense bateu o Baraúnas por 2 a 1 com a ajuda de um gol de pênalti do atacante Warley, que ainda foi expulso na partida – o primeiro cartão vermelho na carreira do jogador de 34 anos. Ele está com 23 gols pelo Prêmio Friedenreich, e o time lidera o Grupo A3 da Série D.

PRÊMIO
O troféu do Prêmio Friedenreich é uma iniciativa do programa "Globo Esporte", da TV Globo, em parceria com o GLOBOESPORTE.COM. E a disputa para ganhar o troféu é bastante democrática - e, com isso, acirradíssima. Todos os que disputam as Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro estão na briga. Além dos gols marcados nas quatro divisões da competição, serão contabilizados os feitos nos Estaduais (apenas da primeira divisão), Copa do Brasil, Taça Libertadores, Copa Sul-Americana, Recopa Sul-Americana e Mundial de Clubes da Fifa.

O HOMENAGEADO
Se Charles Miller trouxe a bola para o país e deu, com isso, o pontapé inicial para aquela que se tornou a grande paixão nacional, Artur Friedenreich foi um dos pioneiros do talento "made in Brazil". Ainda que existam controvérsias sobre o número de gols marcados pelo atacante - uma estatística aponta 1.329, apesar de outras assegurarem pouco mais de 500 -, a história, seja pelos recortes de jornais ou pelos testemunhos dos já saudosos bisavós, confirma que Fried foi um jogador extraordinário. Conquistou sete títulos paulistas (seis pelo Paulistano e um pelo São Paulo da Floresta, que deu origem ao atual São Paulo Futebol Clube), uma Copa Rocca (1914) e dois Sul-Americanos (1919 e 1922) pela seleção brasileira. Ainda no Campeonato Paulista se consagrou como artilheiro em oito edições.

OS VENCEDORES
2008 - Keirrison (Coritiba), com 41 gols
2009 - Diego Tardelli (Atlético-MG), com 39 gols
2010 - Jonas (Grêmio) e Neymar (Santos), com 42 gols cada
2011 - Leandro Damião (Internacional), 38 gols

Fonte: cadaminuto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão