quarta-feira, 26 de setembro de 2012

ASA completa 60 anos de glórias e relembra trajetória

No ano de 1951, o prefeito de Arapiraca era o Dr. Coaracy da Mata Fonseca. A cidade começava a progredir. A empresa Camilo Colier construía a estrada de ferro, exigindo grande mão-de-obra do povo arapiraquense.
 
Nos dias de folga, os trabalhadores procuravam o futebol como forma de lazer. E requisitaram aos donos da Camilo Colier a criação de um campo de futebol. O primeiro time formado pelos funcionários foi nomeado Ferroviário e apresentava as cores preto e branco.
 
O ponto de encontro dos arapirquenses nas tardes de domingo passou então a ser o Campo da Estação. Com a conclusão da estrada de ferro, o Ferroviário foi desativado. Inconformados com o fim do futebol na cidade, empresários e autoridades reuniram-se e, no dia 25 de setembro de 1952, a Associação Sportiva Arapiraquense era fundada, tendo como primeiro presidente o Sr. Antônio Pereira Rocha.
 
Em 1953, o ASA participa pela primeira vez Campeonato Alagoano. E foi o campeão, apesar da conquista só ter sido reconhecido pela Federação Alagoana de Futebol em 1954, quando foi homologado, conforme a Gazeta de Alagoas de 7 de abril de 1954. Esse ato de homologação foi resgatado do esquecimento em 1998 pelo professor José Pereira Neto.
 
Em 1977, o ASA passa a chamar-se Agremiação Sportiva Arapiraquense. A boa participação no Campeonato Brasileiro de 1979, quando terminou na quadragesima colocação entre 94 clubes participantes, fez com que o ASA ficasse conhecido nacionalmente como o "Fantasma das Alagoas".
 
O clube passou por drástica crise de identidade no ano de 1982, ao ter suas cores alteradas para verde e preto. Mas essa mudança pouco durou e o ASA voltou, pouco tempo depois, a ser "alvinegro".
Em 2000, após quase 47 anos sem ganhar um campeonato, sagrou-se campeão alagoano. O longo tempo de jejum foi compensado: o ASA conquistou os títulos de 2001, 2003, 2005, 2009 e 2011 proclamando-se o "Maior vencedor do futebol alagoano neste século".
 
Em 2005 o Asa aplicou a sua maior goleada no Campeonato Alagoano 9x0 no Dimensão Saúde no estádio Rei Pelé em Maceió,ainda nesse ano foi o campeão estadual e campeão do Copa Alagipe sendo o único clube alagoano campeão regional.
 
Em 2010, Júnior Viçosa, um jovem de 21 anos, formado nas categorias de base do ASA, se destaca atuando na Série B do Campeonato Brasileiro pelo ASA e é transferido para o Grêmio de Porto Alegre sendo a negocição mais cara do futebol de Alagoas em todos os tempos.
 
Em 2011, a diretoria do time põe como principal objetivo se manter na Série B longe da zona de rebaixamento. Em seu primeiro ano de competição na Série B no formato atual em 2010, o ASA consegue seu objetivo com 5 rodadas de antecipação terminando o campeonato no nono lugar. Recentemente o clube adquiriu um moderno ônibus para maior conforto de seus jogadores e comissão técnica.
 
COMPETIÇÕES OFICIAIS
O ASA conta com participações em várias competições, entre elas o Campeonato Alagoano da 1ª Divisão, a Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro da Série B,Copa Alagipe, Campeonato Alagoano Sub-15, Campeonato Alagoano Sub-18 e o Campeonato Alagoano Sub-20.
 
Em 2002, o ASA eliminou o Palmeiras-SP em pleno Parque Antártica, mesmo tendo perdido por 2 a 1, seguiu em frente na Copa do Brasil 2002 por critérios de desempate, pois venceu por 1 a 0 em casa.
 
Em 2010, o ASA disputou a Série B do Campeonato Brasileiro, após subir de divisão em 2009 junto com o Icasa, o Guaratinguetá e o América Mineiro, tendo se sagrado vice-campeão do Campeonato Brasileiro Série C de 2009.
 
Em 2011, o ASA permaneceu na Série B do Campeonato Brasileiro garantindo sua vaga para a Série B 2012.
 
TÍTULOS
Alagono: 1953, 2000, 2001, 2003, 2005, 2009 e 2011
Copa Alagipe: 2005
Vice-Campeão Brasileiro: 2009
 
Fonte: cadaminuto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão