terça-feira, 23 de outubro de 2012

Com gol no fim, CRB é derrotado pelo Vitória e entra no Z4

A sorte não ajudou o CRB nesta rodada. Mostrando um futebol melhor na noite desta terça-feira (23) no Rei Pelé, o CRB pressionou, criou chances, mas tomou um gol no fim do Vitória, marcado pelo atacante Elton e depois das vitórias de Guaratinguetá e Bragantinoentrou na zona do rebaixamento do Brasileiro da Série B.
 
Com a derrota, somada com as vitórias do Guaratinguetá sobre o ABC por 2 a 1 e o triunfo do Bragantino sobre o Avaí, 1 a 0, o CRB entra na zona do rebaixamento na reta final da competição, e ocupa a 18ª posição.
 
O JOGO – 1º TEMPO
Era uma tarefa difícil, mas o CRB precisava vencer de qualquer forma o Vitória e por isso, desde o início mostrou uma postura mais ofensiva. O time alagoano apesar de não criar chances claras de gol nos primeiros minutos, permanecia por mais tempo em seu campo de ataque.
Com isso, a primeira chance da equipe regatiana não demorou a acontecer. Aloísio ganhou no corpo e na velocidade da defesa regatiana, invadiu a área e tabelou com Ricardinho, que escorou para Geovani, de fora da área, mas de frente para o gol, exagerar e mandar por cima da baliza do goleiro Deola.
 
O Vitória por sua vez, não estava morto no jogo. Jogava com inteligência, se defendia das investidas do CRB e tentava arriscar nos contra-ataques, principalmente nos lançamentos para área. Em uma dessas oportunidades, a bola chegou no atacante Elton, que sozinho, perdeu o tempo da bola e cabeceou sem jeito por cima do gol de Anderson.
 
Com a tática do Vitória de se fechar e jogar nos contra-golpes, o CRB tentava nas bolas paradas, bem como os chutes de fora da área. Em uma dessas oportunidades, a bola sobrou na quina da grande área para o lateral-direito Ângelo, que emendou um belo chute, que tirou tinta da trave do goleiro rubro-negro.
 
O jogo era equilibrado, as duas equipes se movimentavam em busca da abertura do placar. Percebendo o desempenho do CRB no jogo, a torcida que compareceu em um número considerável, tendo em vista o horário do jogo, 18h30, apoiava o time regatiano e mesmo sem marcar, a cada jogada os jogadores mostravam vontade e os alvirrubros reconheciam.
 
O esquema de jogo das duas equipes com a bola rolando era definido. O CRB tinha um maior volume, chegava mais no campo de ataque, enquanto o Vitória defendia e buscava o ataque em velocidade. Numa dessas jogadas, Tartá fez grande jogada deixando dois defensores do CRB para traz e cruzando à meia altura Para Elton, que entrou na pequena área junto com Rogélio, mas viu a bola passar perigosamente sem que o goleiro Anderson conseguisse segurar.
 
O primeiro tempo se aproximava do fim e o CRB continuava tentando. Apesar da desorganização na hora de atacar, o time regatiano chegava com chances dentro da área, mas por excesso de preciosismo não aproveitou as chances e viu o primeiro tempo ser encerrado com um empate sem gols diante do Vitória.
 
2 º - TEMPO
Veio a segunda etapa e o CRB precisava ainda mais da vontade e do apoio da torcida. E logo nos primeiros minutos o time atacou e levou perigo ao gol de Deola. Tocando a bola no meio de campo e encontrando uma defesa compacta do Vitória, o “galo praiano” arriscava de fora da área com Jadilson, exigindo grande defesa em dois tempos do arqueiro rubro-negro.
 
Assim como fez na primeira etapa, o CRB tentava abafar o Vitória e abrir o placar logo no início e chegou mais uma vez. Após cruzamento da direita de Ângelo, o zagueiro Gabriel cortou mal e quase mandou contra o próprio gol.
 
Se a situação não era das melhoras para o CRB, algumas situações se mostravam inusitadas no jogo. Primeiro, Jadilson deveria pegar uma sobra de bola na entrada da área, mas furou de forma incrível, para ira da torcida. Fora de campo, o meia Ronaldo tentava entrar em campo no lugar de Geovani, uma substituição pedida pela torcida, mas a comissão técnica esqueceu o documento para substituição, sendo preciso que o massagista Assis fosse no vestiário buscar, atrasando a alteração, para desespero dos torcedores.
 
Mas, os lances seguinte foram de chances para o CRB, levantando a torcida. Primeiro, Ronaldo entrou em velocidade na área e bateu forte na saída de Deola, que defendeu com os pés. Minutos depois, novamente dos pés de Ronaldo foi levantada bola na área e Ricardinho desviou, para grande defesa de Deola que tirou no ângulo.
 
Sentindo o momento do rival alagoano, o zagueiro Gabriel que sentia dores, caiu em campo, paralisando a partida, que naquele momento, estava propícia para abertura do placar em favor do CRB.
 
Mesmo com os donos da casa melhores em campo, o Vitória estava vivo e assustava com chutes de fora da área. Numa dessas oportunidades, Willie que havia acabado de entrar, encontrou dificuldades, mas arriscou de longe com a bola passando perto do travessão do goleiro Anderson.
 
Reta final de jogo, o CRB não jogava o “fino da bola”, mas mostrava um jogo de esforço e dedicação, sendo empurrado pela torcida, que sentia a superioridade momentânea da equipe regatiana sobre o forte Vitória da Bahia.
 
Porém, toda a superioridade construída durante o jogo, culminando com um final de jogo de pressão, acabou com um verdadeiro “banho de água fria” da equipe baiana que conseguiu chegar ao gol de abertura do placar.
 
GOOOOLLLL DO VITÓRIA! Jogada em velocidade do lateral-direito Nino Paraíba, que passou fácil pela defesa regatiana e fez um cruzamento sutil na cabeça de Elton, que testou no ângulo direito do goleiro Anderson, que nada pôde fazer. CRB 0 x 1 Vitória.
 
Depois do gol, aos 40 minutos, boa parte da torcida regatiana deixava o estádio protestando contra a fase da equipe, a atuação dos jogadores e também do treinador Roberval Davino. Nos minutos finais, o Vitória administrou o resultado e garantiu o triunfo por 1 a 0 diante do combalido CRB.
 
FICHA TÉCNICA
Campeonato Brasileiro 2012 – SÉRIE B – 32ª Rodada
Estádio Rei Pelé – Maceió, Alagoas
CRB 0 x 1 Vitória
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Lorival Candido das Flores (RN) e Ubiratan Bruno Viana (RN)
CRB: Anderson, Ângelo, Rogélio, Filipe(Ítalo) e Gleidson; Ednei, Marcinho Guerreiro, Jadilson e Geovani(Ronaldo); Ricardinho e Aloísio Chulapa.
Técnico: Roberval Davino
Vitória: Deola, Nino Paraíba, Josué, Gabriel e Mansur; Wellington, Michel, Pedro Ken e Tartá(Willie); Marquinhos(Eduardo Ramos) e Elton.
Técnico: Ricardo Silva
Cartões Amarelos: Gleidson e Aloísio Chulapa(CRB)
Gols: Elton 40min 2ºT(Vitória)
 
Fonte: cadaminuto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão