sábado, 13 de outubro de 2012

Flamengo entra em campo vivendo nova crise interna

Em nova crise por causa de atraso nos salários e pela ameaça de ser aproximar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Flamengo tem a obrigação de vencer o Cruzeiro neste sábado, a partir das 18h30, no Engenhão, para serenar os ânimos na sede da Gávea e nas arquibancadas do estádio. O técnico Dorival Júnior optou por endossar o discurso da diretoria e disse que atrasos salariais são comuns em muitos clubes no Brasil.
 
As declarações do técnico, no entanto, já se confrontaram com as do atacante Liedson, que reclamou publicamente da falta de pagamento logo após a partida de quarta-feira, quando o Flamengo perdeu para o Corinthians. Na véspera de um jogo importante, diante da fase irregular flamenguista, o vice-presidente de finanças do clube, Michel Levy, esteve nesta sexta-feira no CT Ninho do Urubu, onde o elenco treinou, para explicar o motivo dos atrasos aos atletas. Houve uma reunião com o grupo, da qual participou ainda o diretor de futebol Zinho.

A presidente do Flamengo, Patricia Amorim, também foi ao Ninho do Urubu nesta sexta-feira, mas não fez parte da reunião. Depois, houve a atividade de campo e Dorival Júnior tentou armar a equipe, que está muito desfalcada. Por causa de rodada das Eliminatórias da Copa de 2014, ele não terá o paraguaio Cáceres e o chileno Gonzalez. Além dos dois, Welinton, Amaral e Renato vão cumprir suspensão por terem recebido três cartões amarelos.
 
Fonte: Futebolinterior.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão