terça-feira, 16 de outubro de 2012

Marcinho Guerreiro pode desfalcar o CRB por todo o restante da Série B

Com risco de ficar de fora das últimas rodadas da Série B do Brasileiro, o volante Marcinho Guerreiro será julgado após ser acusado de “desrespeitar e ofender a arbitragem”. O jogador pode receber gancho de até 18 jogos, além de poder ser multado de R$ 100 a R$ 100 mil. Agendado para o último dia 4 de outubro, o caso foi retirado da pauta da Quinta Comissão Disciplinar a pedido do advogado do clube, Renato Brito Neto, e retorna à sessão da mesma comissão nesta quinta-feira, dia 18, a partir das 16h30.
 
O problema que pode acarretar na punição pesada de Marcinho Guerreiro ocorreu durante a 25ª rodada da Segundona. Em partida contra o ABC/RN, o jogador foi expulso de forma direta aos 45 minutos da etapa final por desrespeito e ofensa contra a arbitragem.
 
De acordo com relatos do árbitro Paulo Henrique Godoy Bezerra, o camisa 5 do time alagoano disse: “Apita essa po... direito cara..., seu merda, seu po..., está apitando para um lado”. Após receber o cartão vermelho, o volante reclamou mais ainda e, peitando o árbitro, disse: “És um filho da...., safado, p...”. Nervoso, Marcinho Guerreiro ainda teria virado para o assistente número 2 e dito: “Por que você não marcou aquela falta filho da p...? Vai tomar no c...”.
 
Após acesso aos relatos na súmula, o jogador foi denunciado triplamente. Marcinho será julgado com base no artigo 258, § 2º, inciso II, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por “desrespeitar os membros da equipe de arbitragem”, onde pode pegar até seis partidas de suspensão.
Pelas palavras ditas após a sua expulsão, o jogador responderá ao artigo 243-F do CBJD duplamente. Por “ofender alguém em sua honra”, Marcinho corre o risco de receber multa entre R$ 100 e R$ 100 mil, além de um a seis jogos de gancho. Denunciado duas vezes por esta infração, o volante pode ter a pena dobrada.
 
Durante sessão realizada no dia 4, o advogado apresentou prova de vídeo e sustentou que o árbitro exagerou ao relatar os fatos ocorridos. Ainda segundo a defesa, no vídeo é possível verificar a atitude do árbitro. “No momento, o árbitro aponta o dedo e desfere xingamentos a ele. Depois, o atleta se vira de costas e reclama de costas ao árbitro. Aí sim, ao virar novamente, é expulso", disse o advogado do CRB.
 
Após sustentação, Renato Brito Neto pediu que a denúncia fosse revista e o atleta enquadrado em apenas uma infração. Retirado de pauta e novamente analisado, a Procuradoria manteve as tipificações do processo.
 
Se punido, o volante pode ficar de fora de até 17 partidas. Caso seja apenado com gancho superior a oito jogos, Marcinho Guerreiro cumprirá o restante da punição na próxima competição nacional em que disputar. Com 29 pontos, o CRB tem dois pontos a mais que o Bragantino, primeiro time na zona de rebaixamento.
 
Fonte: cadaminuto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão