sábado, 3 de novembro de 2012

CRB 2 x 1 Grêmio Barueri - Jejum quebrado após 11 rodadas

Na base do amor à camisa, o CRB venceu o duelo dos desesperados contra o Grêmio Barueri, por 2 a 1, nesta sexta-feira à noite, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Embora tenha quebrado o jejum de 11 jogos sem vitória – três empates e oito derrotas -, o time alagoano não deixou a zona de rebaixamento. Com 33 pontos, ocupa a 17.ª posição, ultrapassando o Bragantino, com 32 pontos, e que enfrenta o Vitória, em casa, neste sábado. O Barueri, há 31 rodadas no Z4, zona de queda, está com 26 pontos, na lanterna, e virtualmente rebaixado para a Série C.
 
A motivação dos jogadores do CRB com certeza têm ligação com o prêmio de R$ 200 mil oferecido pela diretoria. E também pelo culto que participaram durante a semana, além de receber o apoio da torcida. O CRB não vencia há 93 dias, desde o triunfo sobre outro paulista, o Bragantino, por 2 a 0, no dia 20 de agosto. Esta foi a primeira vitória do técnico roberval Davino em sete jogos.

"Aceitei o desafio mais complicado da minha vida. E vamos tentar um milagre", comentou Davino.

Apagão no começo
Mas após o terceiro minuto, o sistema de iluminação sofreu um apagão parcial. O jogo ficou paralisado por 16 minutos. O primeiro tempo foi ruim tecnicamente, porque os dois times, ameaçados pelo rebaixamento, demonstravam muito nervosismo. Apesar da maior iniciativa ofensiva, o CRB não tinha objetividade. O Barueri esperava o momento certo para encaixar um contra-ataque principalmente pelo jogo aéreo, aproveitando os vários desfalques da defesa alagoana.

Com muita vontade, o CRB abriu o placar. Num lance de amor à camisa. Jadilson fez o passe para Luiz Paulo, que deu para Denilson, dentro da área. Ele fez o giro e bateu de perna esquerda no canto esquerdo do goleiro. CRB na frente, aos 37 minutos. Mas o atacante comemorou mancando, mesmo porque entrou em campo no sacrifício, com uma contusão no joelho direito.

“Não vai dar para continuar. Está doendo muito”, avisou Denilson ao sair para o intervalo.

Aos 43 minutos, Ronaldo chutou de fora da área e o goleiro Rafael teve que voar para espalmar. O Barueri reclamou de um toque de mão de Diego Aragão dentro da área do CRB, que seria pênalti.

Protesto paulista
No intervalo, vários jogadores paulistas cercaram o árbitro para reforçar a reclamação.
O técnico Roberto Cavalo tentou dar mais agressividade ao Barueri com as entradas dos meias Thiago Brito e Christian nos lugares, respectivamente, do volante Douglas Marques e do lateral Alex Santos.

Mas o CRB “matou o jogo” aos 17 minutos. Gleidson fez o passe rasteiro para Giovani, que bateu cruzado e saiu para comemorar. Brilhou a estrela de Roberval Davino, que tinha acabado de colcoar o meia no lugar de Ronaldo.

No minuto seguinte, Alex Santos fez uma falta desleal sobre Luiz Paulo e foi expulso merecidamente. Depois disso, o CRB tentou cozinhar o jogo. O Barueri foi ao ataque com tudo, obrigou o goleiro Cristiano a fazer duas grandes defesas.

Aos 38 minutos, o time paulista diminuiu. Após chute de Marcelinho e rebote da defesa, Alê bateu firme de pé direito. Os últimos minutos foram de pressão do Barueri e tensão do CRB. Mas o placar não mudou.

Jogos na terça-feira
Na terça-feira será disputada a 35.ª rodada completa, com 10 jogos. O CRB vai jogar, de novo, em casa diante do Paraná, às 21h50. O Barueri atuará também em seu campo, a Arena Barueri, diante do Ceará, a partir das 19h30.
 
Fonte: Futebolinterior.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão