sábado, 3 de novembro de 2012

CRB encerra jejum, vence o Barueri e respira na Série B

Depois de onze jogos sem vencer na competição e três meses sem conquistar uma vitória em casa, justamente no dia de finados, o CRB voltou a vencer no estádio Rei Pelé, batendo o Barueri por 2 a 1 e conseguiu respirar na luta contra o rebaixamento no Brasileiro da Série B.

Com o resultado, o CRB chega aos 33 pontos, enquanto o Barueri continua na lanterna da Série B com 26 pontos. Na próxima rodada, o “galo praiano” recebe Paraná Clube, novamente no Rei Pelé na terça-feira. Já o Barueri, joga no mesmo dia contra o Ceará na Arena Barueri.
 
O JOGO - -1º TEMPO
Se a fase é difícil para as duas equipes, uma situação ajudou o jogo a ficar mais dramática, com direito a sua realização colocada em “xeque”. O CRB começou bem a partida, jogando para cima do Barueri. Mas, aos 2 minutos e 47 segundos, a partida foi paralisada por conta de uma queda de tensão em detrimento de problemas com a Eletrobrás distribuição Alagoas. Problema esse que afetava desde o final da tarde vários bairros da cidade.
 
Depois de 15 minutos de paralisação e com o risco de nova queda de energia iminente, a partida retornou. Novamente as duas equipes voltaram a se estudar, uma vez que o ritmo já não era o mesmo.
Aos poucos, a partida entrava nos eixos, o time do Barueri se movimentava em direção ao gol, mas o CRB tinha maior posse de bola e assim teve a primeira chance de gol. Após troca de passes, Denilson escorou na entrada da área para Ronaldo, que bateu colocado, passando muito perto da baliza do goleiro Rafael.
 
Quem imaginou que o CRB iria impor pressão sobre o adversário, lembrou que o Barueri ainda sonha em sair da zona do rebaixamento e por isso também atacou e levou perigo por três vezes. Por duas com Magrão de cabeça, uma para fora e outra nas mãos de Cristiano e também com Henrique Dias, que aproveitou sobra de bola dentro da área e mandou rente a trave do goleiro alvirrubro.
 
Na metade do primeiro tempo o jogo era muito movimentado. O CRB chegava mais e ao mesmo tempo errava, principalmente por excesso de preciosismo. Enquanto isso, o Barueri usava e abusava dos contra-golpes e assustava o CRB sempre que chegava.
 
Além do Barueri, o CRB tinha outro adversário, o nervosismo. Na defesa, bolas dominadas era perdidas de forma impressionante. No ataque, principalmente com Luiz Paulo, faltava objetividade. Os passes não saíam e as finalizações aconteciam de qualquer forma, para desespero da torcida regatiana.
 
Apesar da desorganização, o CRB tinha o apoio da torcida e por isso continuava atacando e numa bela troca de passes, conseguiu abrir o placar, levantando a sua torcida que estava com o grito preso na garganta.
 
GOOOOLLLL DO CRB! Aos 38 minutos, Jadilson passa para Luiz Paulo que domina e lança para Denilson, que da entrada da área bate forte e rasteiro, abrindo o placar para o “galo praiano”. CRB 1 x 0 Barueri.
 
Festa da torcida mas o Barueri não se sentiu acuado com o gol sofrido e partiu para cima. Numa falta conquistada na ponta esquerda, o Anderson Salles levantou na área e o goleiro Cristiano salvou uma bola que tinha como endereço o ângulo da baliza alvirrubra.
 
O primeiro tempo se encaminhava para o fim e apoiado pela torcida o CRB buscava o segundo e por muito pouco não consegui com Ronaldo. O meia recebeu na entrada da área, girou com a perna esquerda e bateu de direita, para grande defesa do goleiro Rafael.
 
O CRB tentou, mas não conseguiu ampliar e o Barueri apenas se defendeu para não terminar a primeira etapa em situação ainda mais complicada. O primeiro tempo foi encerrado com uma vitória parcial da equipe alagoana por 1 a 0.
 
2º - TEMPO
Na vola para a etapa complementar, o Barueri, pelo menos na teoria veio mais ofensiva, uma vez que o treinador Roberto Cavalo tirou o volante Douglas Marques para a entrada do meia Thiago Brito e logo nos primeiros minutos tirou o lateral-direito Alex Santos para entrada de Christian.
Se o time paulista veio mais ofensivo, quem chegou primeiro foi o CRB que desperdiçou uma chance incrível. Jadilson lançou Ricardinho, que entrou na área, cortou a defesa e tocou rasteiro no meio da área para Ronaldo, mas Jadilson chegou desajeitado e bateu, mandando a bola para fora, irritando a torcida alvirrubra.
 
A atmosfera da partida era impressionante, parecia uma decisão de campeonato, mas, era um duelo de duas equipes que lutavam para escapar do rebaixamento e por isso buscavam a todo custo o gol. Primeiro, o Barueri chegou com Henrique Dias, que ficou de frente com Cristiano e dividiu com o goleiro regatiano vendo a bola ser afastada pela defesa. Na jogada seguinte, Luiz Paulo recebeu na ponta-esquerda e na linha de fundo tocou para o meio da área, mas Ricardinho no momento da finalização na marca do pênalti, foi travado.
 
Com um jogo aberto, qualquer uma das duas equipes poderia marcar, incendiando o jogo, caso do Barueri, ou incendiando a torcida, caso do CRB. E foi justamente para o lado regatiano que a sorte sorriu, mostrando uma luz no fim do túnel para o clube da Pajuçara.
 
GOOOOLLLL DO CRB! Aos 17 minutos do segundo tempo, Gleidson avançou em velocidade e tocou para trás, achando Geovani, que acabara de entrara, para bater forte e estufar as redes do Barueri. CRB 2 x 0 Barueri.
 
Para piorar a situação do time visitante, o zagueiro Alex Lima fez falta dura no atacante regatiano Luiz Paulo no meio de campo e acabou expulso, sem ter recebido sequer o cartão amarelo.
 
O tom dramático e emocionante seguia no jogo. Quem imaginava que o CRB dominava fácil se enganava, uma vez que o Barueri mesmo em desvantagem no placar e no número de jogadores, assustava. Primeiro em falta que raspou a baliza do goleiro Cristiano e depois com Magrão, que após triangulação ficou de frente para o goleiro regatiano, que salvou um chute rasteiro e em seguida, recebeu na entrada da área e tentou de cobertura, mas mandou por cima da rede.
 
Era impressionante a força do Barueri no jogo. Com o jogo quase definido a favor do CRB, o time paulista continuava atacando e só estava sendo parado por Cristiano, que pegou duas bolas importantes, a primeira de Marcelinho e a segunda em falta venenosa de Christian. Tanta insistência viria a ser recompensada.
 
GOOOOLLLL DO BARUERI! Aos 39 minutos, depois de bate-rebate na área e o CRB sem força para afastar o perigo, Alê bateu forte e cruzado, sem chance para o goleiro Cristiano. CRB 2 x 1 Barueri.
 
Após o gol rival, a torcida que comemorava passava a temer um velho filme, que mostrava o CRB cansado e sofrendo gols no final do jogo, desperdiçando pontos preciosos que o colocaram na zona de rebaixamento da qual pretende escapar.
 
Emoção era a palavra que definia o jogo. O CRB estava perto de uma vitória que não chegava em casa há três meses, mas tinha pela frente um Barueri praticamente rebaixado, mas que pressionava e novamente com Christian, exigiu muito do goleiro Cristiano que tinha grande atuação.
 
Já nos acréscimos, o CRB por muito pouco não conseguiu o gol que daria a tranquilidade nos minutos que restavam. Falta sobre Luiz Paulo na quina da grande área, Geovani na cobrança e uma espetacular defesa do goleiro Rafael.
 
A torcida do CRB ainda comemorou após jogada de Luiz Paulo e gol de Ricardinho, mas o assistente já havia assinalado o impedimento do atacante regatiano. O Barueri tentou um último lançamento na área, mas o árbitro encerrou a partida aos 48 minutos do segundo tempo, com importante vitória do CRB sobre o praticamente rebaixado Barueri.
 
FICHA TÉCNICA
Campeonato Brasileiro 2012 – SÉRIE B – 34ª Rodada
Estádio Rei Pelé – Maceió, Alagoas
CRB 2 x 1 Barueri
Árbitro: Ronan Marques da Rosa-SC
Assistentes: Thiago Gomes Brigido(CE) e Helton Nunes(SC)
CRB: Cristiano, Diego Aragão(Ângelo), Ednei, Ítalo e Gleidson; Marcinho Guerreiro, Gilberto, Ronaldo(Geovani) e Jadilson; Luiz Paulo e Denilson(Ricardinho).
Técnico: Roberval Davino
Barueri: Rafael, Alex Santos(Christian), Alex Lima, Anderson Sales e Márcio Pitt; Douglas Marques(Thiago Brito), Alê, Rafael Chorão e Marcelinho; Henrique Dias(Willian) e Magrão.
Técnico: Roberto Cavalo
Cartões Amarelos: Luiz Paulo, Diego Aragão e Ricardinho(CRB) – Douglas Marques, Alex Santos e Anderson Salles (Barueri)
Cartões Vermelhos: Alex Lima(Barueri)
Gols: Denilson 38min 1ºT e Geovani 17min 2ºT(CRB) - Alê 38min 2ºT(Barueri)
Fonte: cadaminuto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão