sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Pronatec oferece cursos profissionalizantes em Viçosa


Está ocorrendo em Viçosa os cursos de ceramista, pintor de obras, eletricista instalador de baixa tensão e construção civil. A ação faz parte das atividades do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), em parceria com a Prefeitura de Viçosa, através das Secretarias Municipais de Educação e de Assistência Social.

Coordenado pelo Serviço Nacional da Indústria (Senai/AL) os cursos estão acontecendo no Peti (ceramista e pintor de obras), na Creche Manoel Firmino (construção civil) e na Escola Alza Torres (eletricista instalador de baixa tensão), nos turnos da manhã, tarde e noite, com cerca de 20 alunos cada, e tem duração de três meses.

Lançado pelo governo federal, em outubro do ano passado, Pronatec oferece cursos de formação continuada para alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e beneficiários de programas de inclusão social, como forma de expandir, interiorizar e democratizar o acesso à qualificação profissional e tecnológica.

Para o jovem João Paulo Soares, participante dos cursos de construção civil e ceramista, o curso abrirá portas no mercado de trabalho, devido ao conhecimento oferecido pelos instrutores, “por exemplo, no curso de construção civil, aprendi que existem vários tipos de alvenaria, como a estrutural, a de vedação e a pré-moldada. Nos dois cursos eu também aprendi a fazer sapata, preparar argamassa, aplicar cerâmica, determinar a área que a cerâmica será aplicada, e assim um curso complementa o outro e as portas do mercado de trabalho vão se abrindo cada vez mais para a gente que participa”.

Além de capacitar os participantes do curso, o projeto também é geração de renda para o comercio local, pois os materiais utilizados nos cursos são comprados em comerciantes do próprio município.

Durante os cursos os alunos participam de aulas práticas e teóricas de cada modalidade, e recebem uma ajuda de custo de R$ 600,00 (divido entre os três meses de curso). Segundo Jarbas Junior, Instrutor do curso de Eletricista, cerca de 90% dos alunos já saem preparados para exercer a profissão. “Além de servir para profissionalizar as pessoas, também é uma forma de inclusão social, cerca de 90% deles já saem prontos para trabalhar na área. No dia do encerramento do curso eles preenchem um formulário, entregam a documentação, e quem estiver apto a trabalhar, com boa frequência no curso, espera só a chegada do certificado”.

Fonte: vicosa.al.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão