sábado, 12 de janeiro de 2013

Viçosa está de luto pela morte de mais um mestre de Folclore


Faleceu na tarde desta sexta-feira, 11, Mestre de Reisado Osório Tavares, património cultural de Alagoas. Mestre Osório estava internado no Hospital Municipal de Viçosa desde o dia 04 deste mês e veio a falecer de falência múltipla dos órgãos, devido às diabetes.

O velório está ocorrendo na Escola de Música e Folclore José Aprígio Vilela, e o sepultamento será às 10h30, no Cemitério Municipal Frei Cassiano de Camacho de Viçosa.

Aos 90 anos Mestre Osório faleceu lúcido e deixa uma história de vida dedicada ao Reisado do Povoado Bananal de Viçosa, não é a toa que era o mestre de Reisado mais conhecido de Alagoas. Em seu ultimo encontro com a contramestra de Reisado e nora, Cícera Leite, mestre Osório pediu para que a mesma não deixasse o Reisado da Viçosa morrer.

“Ele pegou na minha mão e pediu que enquanto vida eu e o tiver não deixe o Reisado de Viçosa acabar. Ele nunca tinha dito isso, parecia até que estava adivinhando. E eu e o Expedito não vamos deixar o bem mais precioso que ele nos deu esmorecer”. Comentou muito emocionada.

A contramestra comentou também que tudo que sabe sobre reisado aprendeu com o mestre Osório, “as músicas de reisado, a dança, deste de que era criança, lá no Bananal que tudo que sei foi através dele”.

Mestre Osório tinha prazer em dançar, e em repassar os passos e peças de reisado para as pessoas. São dele as peças de Reisado: Viçosa do Nosso Brasil, e Viçosa onde eu Nasci, conhecidas e cantadas pelos alagoanos, principalmente viçosenses.

Quem também sente muito a perda de Mestre Osório é o Vice-prefeito de Viçosa e folclorista, Manoel dos Passos Vilela (chamado carinhosamente pelos viçosenses de Vô). “Conheço mestre Ozório há cinquenta anos, ele era amigo de meu pai Sinfrônio Vilela. Por sinal Mestre Osório foi se apresentar em São Paulo, no ano de 54, representando Alagoas e Viçosa no Quarto Centenário da Cidade paulistana; na época ele ainda não era Mestre, o Mestre era o Luiz de Gois, a apresentação dele foi organizada por meu pai e por José Aluízio Vilela. Depois de alguns anos por ser bom cantador e muito esperto, foi que o Osório Tavares se tornou mestre”.

Manoel dos Passos Vilela lembrou ainda de um momento em que ele montou um grupo de Reisado no antigo Colégio de Assembleia para o Mestre Osório ensinar aos alunos. “Foi no ano de 83, e esse grupo viajava e se apresentava em toda Alagoas, chegamos até a gravar um CD com as peças de mestre Osório”.

Há alguns anos a liderança do grupo foi passada de pai para filho. Mestre Expedito Tavares abraçou o folguedo com todo vigor, “foi encorajado por meu pai”. Conta.

Mestre Osório faleceu deixando a Esposa, Maria Belarmino da Silva, e uma família enorme, além do legado para todas as gerações de viçosenses apaixonados por folclore e pelo Reisado Virgem dos Pobres, criado por ele.

Sidinéia Tavares
Fonte: vicosa.al.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão