quinta-feira, 23 de maio de 2013

Assistência Social realiza atividades de enfrentamento ao abuso e exploração sexual infantil

Para celebrar o Dia Nacional Contra o Abuso e a Exploração Sexual infantil, 18 de maio, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social de Viçosa (CREAS) realizou, durante toda a semana que antecedeu a data, panfletagem nas ruas, apresentou vídeos e palestras educativas nas escolas, além de realizar entrevistas nas rádios sobre o tema.

De acordo com a assistente social do CREAS, Bruna Cordeiro, o objetivo principal foi mostrar que existe punição para casos de abuso e conscientizar a população a denunciar qualquer ato de violência contra meninas e meninos.. “O denunciante não precisa se identificar, mas tem que procurar o conselho tutelar, o CREAS ou ligar para o número 100. A denúncia será imediatamente encaminhada a Polícia Civil e o Ministério Público local. Temos que ter em mente que é nossa responsabilidade denunciar qualquer comportamento inadequado por parte dos adultos”, explicou.
 
Ainda de acordo com a assistente social, os professores e educadores tem um papel fundamental para orientar, prevenir e identificar os casos de abuso, tanto aproveitando a escola como um espaço para discussão de temas importantes - como sexualidade e gênero -  quanto observando mudanças de atitudes nas crianças e adolescentes. “A comunidade escolar deve estar atenta e preparada para observar sinais de violência e ouvir os relatos dos alunos. Os profissionais devem estar capacitados e buscar ajuda de outros profissionais para melhor encaminhar esses casos”, ressaltou Bruna Cordeiro.
 
Durante a semana, as assistentes sociais realizaram palestras com vídeos educativos nas escolas municipais Pimentel Amorim, Frei Damião, Nazaré Batista, Cônego Jatobá e Manoel Firmino. Para encerrar as atividades, o CREAS realizou panfletagens educativas na Praça Apolinário Rebelo e na Avenida Firmino Maia.
 
O 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no ano 2000 pela Lei Federal n° 9.970. A lei faz alusão ao caso Araceli, uma menina de oito anos de idade que foi assassinada após ter sido violentada em Vitória, no Espírito Santo.
 
Fonte: vicosa.al.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão