quinta-feira, 30 de maio de 2013

Flamengo 0 x 2 Ponte Preta – Macaca atropela freguês!

A freguesia continua. Na noite desta quarta-feira, a Ponte Preta foi até Juiz de Fora e se reabilitou no Campeonato Brasileiro ao vencer o Flamengo, por 2 a 0, no Estádio Mário Helênio, pela segunda rodada. Tendo uma apresentação perfeita táticamente, a Macaca não sabe o que é perder para o rubronegro há quase oito anos.
 
Em 2005, os cariocas venceram, por 1 a 0, no Rio de Janeiro, também pelo primeiro turno do Brasileirão. No período, os paulistas ganharam cinco jogos e empataram outros oito. Em 2012, os campineiros venceram, por 1 a 0, em Volta Redonda. Nos últimos 15 confrontos, o Flamengo ganhou apenas um.
 
A Macaca, que ainda não perdeu como visitante na temporada, se reabilitou da derrota para o São Paulo, por 2 a 0, e somou seus primeiros três pontos, aparecendo na zona intermediária. Enquanto isso, o Flamengo continua com o ponto conquistado no empate sem gols diante do Santos, em Brasília, e está na zona de rebaixamento.
 
Macaca mereceu vitória parcial
O Flamengo quase abriu o placar logo aos dois minutos. Após cobrança de escanteio, Renato Abreu subiu bem na primeira trave e cabeceou para grande defesa de Edson Bastos, que espalmou pela linha de fundo. A Ponte conseguiu equilibrar a partida e também assustou em um lance de bola parada. Chiquinho cobrou escanteio e Cléber cabeceou para fora.
 
O jogo era bastante igual e a melhor oportunidade foi criada pela Macaca. William passou para Fernando, que cortou Renato Santos e demorou para finalizar, mandando a bola próxima a trave de Felipe. Na sequência, Elias arriscou de fora da área e quase Edson Bastos bateu roupa, fazendo a defesa em dois tempos. Ligeiramente superior, a Ponte abriu o placar aos 25.
 
Uendel cobrou escanteio e a bola acabou sobrando para William, que soltou a bomba de primeira e estufou as redes de Felipe. Quase que o Flamengo diminuiu logo depois. Marcelo Moreno arriscou de fora da área e Edson Bastos se atrapalhou todo, rebatendo para o meio. A sorte do goleiro é que Gabriel demorou para finalizar e foi travado por Uendel.
 
A partida ficou mais aberta depois da abertura do placar e a Macaca criou outra boa oportunidade aos 33. William dominou na marca do pênalti e ajeitou para Chiquinho, que chegou batendo de primeira pela linha de fundo. Nos minutos finais, a Ponte ainda teve mais duas chances de ampliar, ambas com William batendo fraco nas mãos de Felipe.
 
Contra-ataque mortal
O técnico Jorginho voltou do intervalo com Hernane no lugar de Rafinha e o atacante criou boa oportunidade logo no primeiro minuto. Ele ajeitou para Elias, que chegou batendo de primeira por cima do travessão. Em vantagem no placar, a Ponte Preta procurava explorar os contra-ataques e quase ampliou na sequência. Chiquinho escapou em velocidade e cruzou rasteiro para Rildo, que chegou atrasado.
Aos nove, Baraka dividiu com Renato Abreu dentro da área e a bola bateu em seu braço. O juiz assinalou pênalti polêmico, desperdiçado pelo meia rubronegro. A bola ainda tocou no travessão antes de sair. A Macaca continuava levando perigo nos contra-ataques e aos 16 minutos foi a vez de Chiquinho escapar com velocidade pela esquerda e bater cruzado para fora.
A Ponte recuou demais e chamava o Flamengo para cima, não conseguindo passar do meio-campo. E foi em um contra-ataque que o time campineiro matou o jogo, aos 28. Roger Gaúcho lançou Cicinho, que escapou com velocidade pela direita, invadiu a área e soltou a bomba. Felipe falhou e aceitou. O rubronegro sentiu o segundo gol pontepretano e não oferecia mais perigo para Edson Bastos.
 
Próximos jogos
Os dois times voltam a campo no próximo sábado, pela terceira rodada. O Flamengo enfrenta o Atlético-PR, às 16h20, na Arena Joinville, em Joinville. A Ponte Preta joga mais uma vez fora de casa, contra o Corinthians, às 21 horas, no Pacaembu.
 
Fonte: Futebolinterior.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão