quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Protesto por sinalização na AL 210 de Viçosa acaba em confusão

O protesto que deveria ser pacífico, para cobrar sinalização na AL 210, realizado na manhã desta quinta-feira, 15, acabou em confusão entre manifestantes e motoristas e com uma prisão por desacato à autoridade.

O protesto foi realizado devido ao atropelamento, na tarde de ontem, que levou Ravane Xavier, de 10 anos ao óbito. A menina foi atropelada por um ônibus intermunicipal da empresa Veleiro.

A manifestação estava controlada, mesmo com a fila quilométrica nos dois sentidos da pista os condutores de veículos esperavam tranquilamente, mas alguns dos manifestantes resolveram liberar a pista para a passagem de “amigos” o que causou gritaria e confusão por parte dos motoristas que estavam desde as 9h da manhã aguardando.

Os condutores dos veículos cobravam direitos iguais por parte dos manifestantes, houve exaltação e gritaria. No momento o comerciante Jairo e organizador da manifestação explicou que não estava deixando carros passarem, “Polícia, ambulâncias e o carro da funerária poderão passar, os outros não.” Disse.

Jairo informou também que os manifestantes já haviam entrado em contato com o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) e aguardavam a chegada do Órgão ao local, e  a confirmação de que o DER colocaria sinalização e construiria lombadas na pista.

Prisão seguida de outro protesto

No momento em que o carro da funerária chegou os motoristas, que aguardavam o fim da manifestação, impediram a passagem do carro que vinha à Viçosa com o corpo da criança. Eles queriam que os manifestantes liberassem a pista, tanto para o veiculo da funerária quanto para os deles.

A Polícia Militar que estava acompanhado o desfecho da manifestação foi conversar com os motoristas, momento em que um deles, que estava com a esposa doente no carro, se negou a liberar passagem para o carro da funerária. O motorista foi apreendido pela guarnição da PM, com a alegação de desacato a autoridade.

Sem concordar com prisão os manifestantes e motoristas protestaram alegando que só liberariam a via se a polícia soltasse o motorista. Eles informaram que todos estavam nervosos, e que não concordavam com a ação policial. A PM se recusou a soltar o rapaz.

Liberação da AL 210

A decisão de acordo para a liberação da Pista se deu após a chegada do chefe de operações da Secretaria Municipal de Transporte Trânsito e Defesa Social de Viçosa. (SMTTDS), Abeneon Vieira. Ele chegou ao local com um documento, de 06 de março deste ano, assinado pelo prefeito, em que mostrava que a Prefeitura já havia solicitado ao DER a criação de lombadas e sinalização do local.

A AL 210 só foi liberada com o acordo que uma equipe representando os manifestantes, alguns vereadores de Viçosa, advogados, e representantes da Prefeitura irão amanhã as 9h no DER cobrar um postura do Órgão, se não houver garantia de sinalização e construção de lombadas na AL 210, os próprios moradores alegam que irão quebrar a rodovia.

No caso da Prisão por desacato a autoridade foi acordado, com a Polícia, que o mesmo seria encaminhado a Delegacia de Polícia, para registrar a ocorrência e ser liberado logo após.

A rodovia AL 210 foi liberada por volta das 13 horas.

Fonte: Redação

Crédito foto: Jorge Gomes
Fotos












































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão