domingo, 15 de setembro de 2013

Na raça

Todos sabem o quanto é difícil jogar contra a Ponte Preta no Estádio Moisés Lucarelli. Ciente disso, o Flamengo entrou em campo respeitando o adversário, mas sem abdicar do ataque. O empate por 1 a 1, na tarde deste domingo (15.09), em Campinas, coroou a boa exibição da equipe, que jogou grande parte do segundo tempo com um a menos. Agora, os comandados de Mano Menezes se preparam para o próximo compromisso, diante do Atlético/PR, na quinta-feira (19.09), às 19h30, no Estádio do Maracanã, pela 22ª rodada.
Luiz Antônio iniciou a partida na lateral-direita com a missão de manter a regularidade de Léo Moura, e foi bem. A primeira jogada de perigo surgiu em cruzamento dele, mas Diego Silva colocou a mão na bola ao tentar dominá-la. Aos nove minutos, Paulinho puxou rápido contra-ataque e tocou para Gabriel, que, na frente do goleiro, ficou na dúvida se chutava ou cruzava. Paulo Victor fez a primeira defesa apenas aos 19 minutos. O Rubro-Negro controlava a partida e chegou a ter 63% de posse de bola. No decorrer do jogo, Diego Silva se lesionou sozinho e concedeu lugar a João Paulo. Com a alteração, André Santos passou a atuar de meia. A primeira etapa terminou 0 a 0.

Mesma postura
A equipe iniciou a segunda metade da partida com a mesma pegada. O lance mais bonito do duelo ocorreu aos 12. Após linda triangulação entre Carlos Eduardo, João Paulo e Hernane, o atacante finalizou por cima da baliza. A Macaca começou a chegar perigosamente, Mano Menezes percebeu e modificou. Gabriel saiu, entrou Rafinha. O que era para melhorar acabou tendo efeito contrário pouco depois, pois Samir recebeu o segundo cartão amarelo e foi para o vestiário mais cedo. A Ponte passou a ter mais espaço e conseguiu o gol pelos pés de Artur, três minutos após a expulsão, aos 22. Hernane saiu e entrou González para repor o sistema defensivo. Na base da raça, o time foi para cima. O relógio marcava 41 e, depois de cruzamento perfeito de João Paulo, André Santos dominou no peito e chutou para o fundo do gol, após leve desvio na defesa. O empate coroou a luta e a boa exibição do Mais Querido. Antes de o jogo acabar, Cesar, da Ponte, ainda foi expulso.

"O primeiro tempo estava controlado, mas eles cresceram com a expulsão do Samir, no segundo. Não desistimos nunca, fomos guerreiros e conseguimos o empate. Parabéns aos torcedores pelo apoio e aos jogadores, pela disposição", declarou André santos, herói do dia. Os atletas se reapresentam nesta segunda-feira (16.09), às 10h, no Ninho do Urubu.
 
Fonte: flamengo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão