segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Grêmio 2 x 1 Flamengo – Digno do Imortal e com direito a herói! Agora, o time gaúcho reassumiu a vice-liderança, com 60 pontos, contra 57 do Botafogo

O Grêmio honrou seu apelido e conquistou uma vitória digna de um time “Imortal”. Após sofrer um empate no fim, o Tricolor contou com a estrela do meia uruguaio Maxi Rodriguez (autor de dois gols) e venceu o Flamengo, por 2 a 1, na noite deste domingo, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.
 
A vitória – a segunda seguida – evitou que o Tricolor ficasse com a vaga no G4 ameaçada. Agora, o time gaúcho reassumiu a vice-liderança, com 60 pontos, contra 57 do Botafogo, o primeiro fora do G4. Os demais concorrentes são Goiás, com 59 pontos, e Atlético-PR, com 58.

Por outro lado, o Fla estacionou nos 45 pontos e caiu para a 12ª colocação. O time ainda tem chances de rebaixamento, já que o Coritiba é o primeiro no Z4, com 41. Momentaneamente, o Rubro-negro volta suas atenções para a final da Copa do Brasil, que começa a ser disputada, nesta quarta-feira, com o duelo contra o Atlético-PR, no Estádio Durival de Britto, em Curitiba.
 
Só dá Grêmio!
Diante de um Flamengo cheio de reservas, o Grêmio tratou de partir para o ataque desde os primeiros minutos. Apesar de acuar os rubro-negros no campo de defesa, o time gaúcho encontrou grandes dificuldades para finalizar à meta do goleiro Paulo Victor.
 
O primeiro chute saiu apenas aos 30 minutos e ainda em um lance acidental. A defesa do clube da Gávea saiu jogando errado e a bola sobrou nos pés do volante Ramiro. O jogador arriscou de fora da área e mandou rente à trave direita do goleiro.

A melhor chance do time gramista, contudo, saiu aos 37 minutos. Após cobrança de escanteio pela direita, com o ala Pará, a bola sobrou para o atacante Kléber, na entrada da área. O jogador chutou e o argentino Barcos desviou no meio do caminho. Com Paulo Victor batido, o lateral-esquerdo João Paulo salvou em cima da linha.
 
Haja coração!
Na segunda etapa, o técnico Renato Gaúcho decidiu ousar um pouco mais com a entrada do meia uruguaio Maxi Rodriguez na vaga de Riveros, aos nove minutos. E a alteração surtiu efeito, já que aos 14 Maxi abriu o placar. Ele arrancou pela direita, deixou três marcadores para trás e bateu no canto direito do goleiro.
 
Mesmo com a vantagem no placar, o Tricolor foi quem continuou a buscar o ataque. Com espaços para chegar ao ataque, o time da casa conseguiu criar outra boa chance, aos 17 minutos. Pará disparou em velocidade pela direita e soltou uma bomba de fora da área, com perigo, pela linha de fundo.
 
Somente na segunda metade do segundo tempo é que o Flamengo conseguiu criar chances reais de gol. Conforme o tempo passou, a pressão rubro-negra aumentou. Até que aos 40 minutos saiu o gol de empate. O lateral João Paulo finalizou, na entrada da área, a bola desviou na zaga e matou o goleiro Dida.

Depois de dominar o jogo, o gol “sem querer” no final parecia um castigo, para colocar a vaga na Libertadores ameaçada. O problema do Fla é que o Tricolor contava com o iluminado Maxi Rodriguez. Aos 42, o uruguaio carregou a bola pela intermediária, viu Paulo Victor adiantado e bateu colocado, no ângulo direito do goleiro. Um golaço!
 
Próximos Jogos
No próximo domingo, às 17 horas, o Grêmio volta a campo para enfrentar a Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Enquanto isso, o Flamengo joga contra o Corinthians, no mesmo dia e horário, no Maracanã, no Rio de Janeiro.
 
Fonte: Futebolinterior.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão