quinta-feira, 8 de maio de 2014

Pela Copa do Brasil, ASA vence o Avaí no fim da partida: 3×2

No fim do tempo regulamentar, o ASA conseguiu derrotar o Avaí por 3×2 jogando esta noite no Estádio Coaracy da Mata Fonseca e agora vai defender o empate na terça-feira da próxima semana, em Florianópolis, para passar para a terceira fase da Copa do Brasil.
 
Didira, artilheiro desta partida com dois gols, fez o gol da vitória através de cobrança de pênalti. O atacante Wanderson foi o autor do outro gol alvinegro. Descontaram para o Avaí o atacante Roberto e o meia Marquinhos.
 
Antes deste segundo jogo as equipes voltam a campo no fim de semana para cumprir compromisso pelo Campeonato Brasileiro. Na Série C, o ASA vai ao Pará para enfrentar o Paysandu, enquanto que o Avaí vai a São Luís para enfrentar o Sampaio Corrêa. Estas partidas vão ocorrer no sábado à tarde.
 
No 1º tempo, um jogo franco, com direito a gols relâmpagos que vieram assim que a bola começou a rolar. O ASA, que sempre esteve à frente do placar, fez 1×0 aos 6 minutos com o meia Didira ao tirar proveito de vacilo da defesa adversária e driblar o goleiro Vagner antes de estufar a rede do Avaí.
 
Porém, mal deu tempo de a torcida alvinegra comemorar porque dois minutos após a equipe catarinense chegou ao empate. Também numa falha defensiva, o atacante Roberto soltou a bomba para vencer o goleiro Vagner.
Com um meio de campo mais qualificado, haja vista Cleber Santana e Marquinhos já terem passado por clubes da Série A – o primeiro também já atuou no futebol espanhol -, o Avaí era sempre perigoso quando passava do meio de campo, mas o ASA também mostrava força no ataque, tanto que chegou ao segundo gol aos 22 minutos agora com o atacante Wanderson ao receber passe de Didira e tocar rasteiro, no canto esquerdo, ante a saída do arqueiro Vagner.
 
Mas o Avaí, tirando proveito da frouxa marcação do ASA no meio, voltou a igualar tudo aos 37 minutos com o meia Marquinhos, que após tabelar com o lateral-esquerdo Eduardo Neto finalizou com precisão quando um minuto antes havia tocado para a linha de fundo.
 
E o próprio Marquinhos pôde ter virado o placar aos 45 minutos. Mas como demorou a finalizar a bola acabou se chocando com zaga do ASA.
 
No intervalo, o treinador Beto Almeida corrigiu a marcação de seu time, que teve uma postura mais eficiente no 2º tempo enquanto que o Avaí, à medida que o tempo foi passando, foi administrando o empate que lhe dava uma boa vantagem no jogo da volta. Para confirmar isso, à altura dos 30 minutos o treinador Pingo tirou o atacante Roberto e colocou o volante Júlio César para garantir o empate.
 
Pouco antes disso (27 minutos), o estreante Jean teve a chance para de novo colocar o ASA à frente do placar porque o goleiro Vagner estava batido mas a finalização foi para a linha de fundo embora muito perto da meta do Avaí.
 
Mas quando parecia que o empate ia prevalecer o meia Didira, após tabelar com Alex Henrique, entrou na área do Avaí e foi derrubado pelo goleiro Vagner. Pênalti aos 43 minutos, convertido dois minutos após pelo próprio Didira, que tocou no canto direito, o arqueiro do Avaí adivinhou o canto mas não conseguiu praticar a defesa.
 
O jogo teve ainda três minutos de acréscimos, insuficientes para o Avaí tentar novo empate.
 
Fonte: valeagoraweb.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão