quinta-feira, 17 de julho de 2014

Flamengo 1 x 2 Atlético-PR - Doriva estreia com pé direito e deixa Ney Franco com a corda no pescoço

Com três zagueiros o Flamengo não se acertou. Na base da disposição, o Furacão buscou a vitória merecida em Macaé

A estreia do jovem técnico Doriva, campeão paulista pelo Ituano, não poderia ser mais positiva. Mesmo atuando no Estádio Moacyrzão, em Macaé, distante 180 quilômetros do Rio de Janeiro, o Atlético Paranaense venceu o Flamengo, por 2 a 1. Foi um resultado justo, que deixou o Furacão com 16 pontos, em sexto lugar, ganhando seis posições. Enquanto isso, o rubro-negro carioca ocupa a lanterna, com apenas sete pontos. Outros três times têm os mesmos sete pontos, mas melhor saldo de gols: Coritiba, Vitória e Figueirense.

Esta nova derrota deixa o técnico Ney Franco ainda mais pressionado. Em seis jogos, foram quatro derrotas e dois empates. Franco reapareceu barbudo, com três zagueiros, mas o Flamengo não mostrou nenhuma evolução após o período de paralisação por causa da Copa do Mundo.

OS GOLS

O Flamengo começou dando a impressão de que iria pressionar, mas sofreu o gol aos 19 minutos, quando Douglas Coutinho entrou na área pelo lado esquerdo em alta velocidade. Ele percebeu a saída do goleiro Felipe e tocou, com categoria, por cima. Depois festejou com uma dupla cambalhota.
A noite não parecia ser boa para o time carioca, que perdeu Paulinho, machucado, aos 30 minutos, sendo substituído por Lucas Mugni. Mesmo no desespero, o Flamengo empatou aos 34 minutos. Mugni cobrou escanteio com curva e o zagueiro Samir subiu no segundo andar para testar firme para as redes.

TRAVESSÃO
No segundo tempo, o Flamengo esboçou uma iniciativa ofensiva e quase ficou na frente aos 10 minutos, quando Alecsandro soltou uma bomba que explodiu no travessão e caiu em cima da linha. A outra chance saiu aos 30 minutos, quando Luiz Antônio invadiu a área, mas o goleiro Weverton fez grande defesa.

Mas antes disso, o rubro-negro sofreu o segundo gol. Otávio fez boa jogada pelo lado direito e cruzou na pequena área. O zagueiro Cléberson apareceu de surpresa, esticando o pé direito para desviar a bola para as redes.

O time da casa se perdeu em campo, sendo vaiado pela torcida, que aos gritos, não poupou ninguém, além do tradicional côro de:

“Ô,ô, ô...queremos jogador”.

PRÓXIMOS JOGOS
O Flamengo, em crise, vai tentar a reabilitação e sair da lanterna contra o Internacional, domingo, às 18h30, diante do Internacional, em Porto Alegre. O Furacão vai receber, em Curitiba, o Criciúma, que venceu o Fluminense, por 3 a 2.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1 X 2 ATLÉTICO-PR

FLAMENGO 
Felipe; Wallace, Chicão e Samir (Nixon); Léo Moura, Recife, Elano (Luiz Antônio), Éverton e André Santos; Paulinho (Lucas Mugni) e Alecsandro.
Técnico: Ney Franco

ATLÉTICO-PR 
Weverton; Sueliton, Cléberson, Léo Pereira e Lucas Olaza; Derley (Paulinho Dias), Otávio, Bady (Marcelo Cirino) e Marcos Guilherme; Douglas Coutinho e Éderson (João Paulo).
Técnico: Doriva

GOLS – Douglas Coutinho, aos 19 e Samir, aos 34 minutos do primeiro tempo. Cléberson, aos 15 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)

CARTÕES AMARELOS – Douglas Coutinho, João Paulo e Lucas Olaza (Atlético-PR). Elano (Flamengo)

RENDA – R$ 153.895,00

PÚBLICO – 5.329 pagantes (6.692 total)

LOCAL – Estádio Moacyrzão, em Macaé (RJ)

Fonte: Futebolinterior.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão