sábado, 19 de julho de 2014

Marin diz que pretende anunciar novo treinador da Seleção até terça-feira

Acompanhado do novo coordenador de Seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, o presidente da entidade, José Maria Marin, afirmou que o novo treinador deve ser anunciado até a próxima terça-feira. Segundo o dirigente, a ideia é escolher com calma o profissional que vai conduzir o trabalho até a Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia.

- Depende de uma conversa que vamos ter nesse fim de semana. Nós esperamos até terça-feira anunciar quem será o técnico. Estamos vendo a peculiaridade e o que é importante. Além da capacidade técnica, ele precisa vir de encontro com o que foi exposto pelo Gallo (coordenador das categorias de base da CBF).

Marin afirmou ainda que Gilmar Rinaldi vai participar ativamente da escolha do novo treinador. De acordo com a diretoria da CBF, o projeto apresentado por Alexandre Gallo, de que a seleção olímpica precisará ficar integrada com a principal, precisará ser acatado pelo profissional escolhido para assumir o cargo na seleção brasileira.

- Vamos fazer todo o esforço. É uma coisa séria. Talvez a mais séria dos próximos anos. É um projeto a curto, médio e longo prazo. Visa não só os amistosos, mas a Copa América e os próximos compromissos. Em longo prazo, a próxima Copa do Mundo. Existe análise, troca de ideias entre nós três (Marin, Marco Polo del Nero e Gilmar Rinaldi). Se tudo correr como nós esperamos, na terça-feira, nós estaremos nesse mesmo local apresentando o novo treinador.

Gilmar Rinaldi falou da escolha do novo comandante. E disse que será uma decisão coletiva.

- O treinador vai ser escolhido em conjunto com a presidência. Estamos em sintonia direta. O treinador vai ter algumas coisas normais e outras que vamos dar um direcionamento. Ele vai fazer uma das coisas que eu gosto: vai atualizar-se, estudar, vai viajar muito. Vamos ver treinos, interagir com outros treinadores. Eles querem saber o que fazemos e nós precisamos fazer o que temos visto. Não precisamos copiar ninguém, mas precisamos nos adaptar, respeitando o que dá para ser ou não implantado – explicou o coordenador.

O novo dirigente da CBF afirmou ainda que vai pedir ajuda aos antigos profissionais da entidade. Vai ter conversas com Luiz Felipe Scolari e Carlos Alberto Parreira, treinador e coordenador de Seleções, respectivamente, e com o diretor de comunicação, Rodrigo Paiva.

- Vamos conversar com as pessoas que saíram daqui. Tenho um relacionamento bom com todos esses que saíram. Parreira, Felipão, Runco… Eles podem não estar mais aqui, mas é a seleção do país deles e eles vão nos ajudar.

Treinador da seleção olímpica?

Questionado se Alexandre Gallo será o treinador do Brasil nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, Marin deixou a questão no ar.

- O Gallo está fazendo um projeto com vários objetivos. O primeiro era cuidar da base. Virá o novo treinador, terá uma participação ativa em todas as seleções, mas o projeto do Gallo não será interrompido.

O futuro presidente da CBF, Marco Polo del Nero, que assumirá o cargo em 2015, fez apenas uma ressalva sobre a formação da equipe.

- Não será 100% da equipe principal que será olímpica. Tudo dependerá do novo treinador também – afirmou o dirigente.

Fonte: valeagoraweb.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão