quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Flamengo 3 (3) x (2) 0 Coritiba - Vaga na raça e no apito!

O Flamengo entrou no Maracanã nesta quarta-feira com a tarefa quase impossível de reverter um placar de 3 a 0 sofrido para o Coritiba na primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil. Em um jogo equilibrado, concluído em uma emocionante disputa de pênaltis, o time rubro-negro conquistou a classificação para a próxima fase do torneio nacional.

Depois de um primeiro tempo fraco, o Flamengo se impôs na etapa final. Alecsandro marcou duas vezes de pênalti, um deles bastante duvidoso e Eduardo Silva, que sempre se destaca quando entra no decorrer do jogo, mostrou estrela mais uma vez ao fazer o terceiro gol.

Os goleiros de ambos os times se agigantaram na disputa final - Paulo Victor pegou duas cobranças, Vanderlei catou três, e, por pouco, não conseguiu espalmar o chute final de Canteros. O time carioca ainda contou com a sorte, pois duas bolas do adversário bateram na trave. O oponente da próxima fase será o América-RN.

O JOGO
Logo no primeiro tempo, o Flamengo teve duas baixas importantes. O volante Luiz Antônio sentiu uma contusão forte no ombro e deixou o campo com muitas dores. Pouco depois, foi a vez de Paulinho torcer o joelho e deixar o campo. Após o jogo, ele inclusive usava muletas.

O Coritiba entrou em campo com a proposta de segurar a vantagem construída na primeira rodada. Os jogadores do time paranaense se postavam muito recuados e, quando tinham a posse da bola, procuravam esfriar o jogo trocando passes.
O Flamengo, que precisava de gols, criou muito pouco na primeira etapa. Embora mantivesse maior controle da bola, a desorganização no meio campo e o nervosismo travava a criação de jogadas. Quando o jogo se encaminhava para ir empatado ao intervalo, aos 46, João Paulo sofreu um pênalti, que Alecsandro converteu.

Animado depois do gol, o Flamengo voltou melhor para o segundo tempo e, logo nos primeiros minutos, criou uma boa chance com Eduardo da Silva. Em seguida, em mais uma ofensiva, o juiz marcou pênalti duvidoso após a bola bater no braço de Norberto. Alecsandro bateu novamente e marcou o seu segundo gol.
Quando o Coritiba parecia ter equilibrado o jogo, Everton - melhor dos rubro-negros - avançou pela linha de fundo e cruzou para o decisivo Eduardo da Silva fazer o gol que levou a partida para a disputa de pênaltis.

Fonte: Futebolinterior.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Carregando...
Brasileirão