domingo, 10 de maio de 2015

São Paulo 2 x 1 Flamengo - Titulares entram e Tricolor estreia com pé direito...

O São Paulo resolveu poupar seus titulares visando a Libertadores, mas só com a entrada deles é o que o time conseguiu crescer e vencer o Flamengo por 2 a 1, debaixo de muita chuva, neste domingo, no Morumbi. Pato e Ganso entraram para garantir a estreia no Campeonato Brasileiro com um resultado positivo.


O time são-paulino começou a partida tendo dificuldades na criação das jogadas, pois, além de atuar com três volantes, o Flamengo apresentou um bom sistema defensivo. Tanto que nos primeiros minutos os cariocas é quem tiveram mais oportunidades.

Aos poucos, o time tricolor foi se "espalhando" pelo campo. Wesley passou a atuar mais próximo de Reinaldo e foi pela esquerda o caminho encontrado para chegar ao ataque. Luis Fabiano saiu muito da área, para tentar aparecer mais na partida e fez com que a equipe perdesse a referência.

Com os dois times tendo dificuldades de criação, o melhor momento acabou sendo iniciado em uma bola parada. Wesley cobrou falta, Paulo Miranda desviou de cabeça e Paulo Victor fez grande defesa. Na sequência, Souza chutou e a defesa mandou para escanteio.

Para tentar amenizar a falta de criação, Milton Cruz colocou Ganso no lugar de Hudson no intervalo dos tempos e a postura do São Paulo mudou para a etapa final. Com alguém para colocar a bola no chão e organizar o time, a equipe conseguiu chegar com mais qualidade e variação de jogadas.

Mesmo faltando capricho nas finalizações, o São Paulo também conseguiu reverter a melhoria em chance de gol. Após rápida troca de passes, Luis Fabiano chutou, Paulo Victor defendeu e, no rebote, o atacante desviou, mas Anderson Pico salvou em cima da linha.

MUDANÇA RADICAL
Vendo a possibilidade de vencer o jogo, Milton Cruz resolveu tirar os "titulares da folga" e, após Ganso entrar, foi a vez de Pato substituir Boschilia e mudar de vez a partida. Aos 29, Pato passou para Wesley, que deu belo lançamento para Luis Fabiano desviar de cabeça e abrir o placar.

Cinco minutos depois, mais uma rápida jogada tricolor. Ganso aproveitou erro de passe de Mugni e tocou para Pato, que bateu no contrapé de Paulo Victor e ampliou o placar.

O jogo parecia decidido, mas o Flamengo aproveitou o dilúvio que caía no Morumbi para se aventurar ao ataque e conseguiu descontar aos 40. Ganso cortou cobrança de escanteio com o braço e o árbitro deu pênalti, convertido por Everton.

Nos minutos finais, o Flamengo foi para cima, mas a chuva impediu que as equipes conseguissem fazer algo de mais produtivo.

Fonte: Futebolinterior.com.br

Carioca: Luxemburgo relaciona 23 nomes e Alecsandro está fora da estreia do Flamengo

O técnico Vanderlei Luxemburgo divulgou neste sábado uma lista de 23 jogadores relacionados para a estreia no Campeonato Brasileiro contra o São Paulo, neste domingo, no Morumbi, e confirmou a ausência do atacante Alecsandro, que ficou fora dos últimos três dias de treinamento por conta de um resfriado.
 
O centroavante chegou a dar algumas voltas no gramado enquanto o restante do elenco participava do rachão em Atibaia, mas ainda não estará 100% para entrar em campo. A principal novidade na equipe pode ser a estreia de Almir entre os titulares.

O meia chegou a substituir Arthur Maia no coletivo de sexta-feira e vive a expectativa de entrar em campo no Morumbi. "Em início de campeonato sempre ficamos ansiosos, mas procuramos manter a calma, com nossa experiência. Tive a oportunidade de vir para o Flamengo, e talvez tenha a oportunidade de iniciar o jogo. Procuro sempre contribuir."
 
Almir, de 32 anos, foi contratado no último mês pelo Flamengo. O jogador chamou a atenção da comissão técnica pelo bom desempenho à frente do Bangu no Campeonato Carioca. "Essa semana foi muito importante. Trabalhei forte, estamos entrosados. Aprimoramos partes físicas e táticas. Acho que tenho entrado e ajudado. Estou pronto para a partida", finalizou.
 
Confira os relacionados do Flamengo:
Goleiros: Paulo Victor e Cesar.
Laterais: Anderson Pico, Pará e Thallyson.
Zagueiros: Bressan, Frauches, Marcelo e Wallace.
Volantes: Cáceres, Canteros, Jonas, Luiz Antonio e Márcio Araújo.
Meias: Almir, Arthur Maia, Everton, Lucas Mugni e Matheus Sávio.
Atacantes: Eduardo da Silva, Gabriel, Marcelo Cirino e Douglas Baggio.
 
Fonte: Futebolinterior.com.br

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Flamengo estuda contratação do argentino Gustavo Lorenzetti

Vanderlei Luxemburgo (foto abaixo) ainda quer reforçar o elenco do Flamengo para o Brasileirão. Alguns nomes vêm sendo discutidos pela diretoria, e um deles é o do argentino Gustavo Lorenzetti (foto abaixo), que atualmente defende o Universidad de Chile.

Lorenzetti foi oferecido pelo seu empresário há pouco mais de uma semana. A princípio os dirigentes viram com bons olhos, mas ainda deverão se reunir mais vezes para definir se seguirão a conversa com uma proposta. O jogador já admitiu a pessoas próximas que gostaria de atuar no futebol brasileiro.

maior problema do Mengão segue sendo a falta de dinheiro para contratar. A diretoria quer montar um time competitivo, mas sem colocar a mão no bolso. Então, por este motivo o atacante poderia ficar mais distante da Gávea. A não ser que apareça algum parceiro para ajudar na transferência.

O argentino tem 29 anos e foi revelado no Rosário Central, da Argentina. Ainda jovem jogou pelo Coquimbo, do Chile, e no país ainda defendeu Uniteversidad Concepcion antes de chegar ao Universidad de Chile, em 2010. Ele é um meia canhoto e que tem ótima finalização.

O Flamengo estreia no Brasileirão no domingo, contra o São Paulo, às 16 horas, no Morumbi.

Fonte: Futebolinterior.com.br

BRASILEIRÃO: Edição 2015 tem domínio Sul-Sudeste e apenas dois intrusos

O Campeonato Brasileiro que começa neste sábado tem alcance nacional apenas em sua denominação. Dos 20 clubes da Série A, 18 se concentram nas regiões Sudeste e Sul. Isso significa que a edição de 2015 do torneio será concentrada no eixo formado por essas regiões. Os únicos “intrusos” são Goiás, do Centro-Oeste, e o Sport, único representante da região Nordeste.


O cenário deste ano acentuou uma concentração que já vinha se desenhando nas edições mais recentes. Nos três últimos anos, os representantes de outras regiões foram sempre os mesmos: três nordestinos (Bahia, Vitória e Sport) e um do Centro-Oeste (Goiás).

Para Marcelo Sant'anna, presidente do Bahia, o único campeão nacional antes do início da hegemonia do sul do País, no distante 1988, o fator econômico faz diferença.

“Hoje, o principal patrocinador do futebol brasileiro é a tevê, por meio das cotas de transmissão. O valor pago é justo, mas a distribuição é injusta, e isso se reflete dentro de campo”, argumenta.

A saída, apontam os dirigentes de outras regiões, é o fortalecimento de torneios como a Copa do Nordeste. A médio prazo, acreditam que os torneios vão trazer mais patrocínios, aumentar as cotas de tevê e melhorar a saúde financeira dos clubes. Com isso, eles poderiam se fortalecer dentro de campo.

Em relação à presença dos Estados, São Paulo possui cinco representantes. Curiosamente, logo atrás dos paulistas, estão os catarinenses, com quatro equipes na disputa. Dirigentes ouvidos pelo Estado afirmam que o modelo de gestão dos clubes catarinenses, baseado na redução de custos e austeridade financeira, faz a diferença na hora de conseguir uma vaga na elite. Por outro lado, avaliam que será difícil que todos os quatro se mantenham na Série A.

Do lado oposto à regionalização, a CBF aposta na internacionalização do torneio. Pelo menos na pompa. A entidade estuda copiar algumas práticas da Liga dos Campeões. Um pórtico semelhante ao que foi usado no Mundial de 2014 e também é usado na Liga dos Campeões, com o nome da competição e a marca patrocinadora, será posicionado na saída do vestiário.

“Eles querem colocar o que tem de melhor no padrão da Champions League para o Brasileiro. Ter um campo mais limpo, para dar um espetáculo melhor para a televisão”, afirmou Marcone Barbosa, diretor de Marketing do Cruzeiro.

ESVAZIAMENTO
Dentro de campo, todos os clubes têm um inimigo em comum: o bicampeão Cruzeiro, modelo para muitos clubes e que pode se tornar o maior vencedor da era de pontos corridos. Além das últimas duas conquistas, o time mineiro venceu a primeira edição neste atual formato, em 2003. Tem três taças nos pontos corridos, portanto, ao lado do São Paulo.

Nas primeiras rodadas, no entanto, toda a disputa começa esvaziada. Os clubes que estão na Copa Libertadores vão dar prioridade ao torneio sul-americano. Para o clássico com o Flamengo, domingo, o técnico Milton Cruz já adiantou que vai dar descanso para alguns titulares para a decisão da vaga nas quartas de final contra o Cruzeiro que, por sua vez, vai fazer a mesma coisa. No Corinthians, Inter e Atlético Mineiro, a escalação também será definida pelos preparadores físicos.

Fonte: Futebolinterior.com.br
Carregando...
Brasileirão